QUAL A RAÇA CERTA PARA MIM?

Sempre que pensarmos em adquirir um animal devemos levar em contas uma série de fatores:

  • Custo de manutenção do animal escolhido, isso inclui: veterinário, vacinas, banhos, esterilização, alimentação, acessórios, medicações e gastos não programados;
  • Temperamento. Se você quer um animal calmo, pouco ativo, que não fique latindo, evite raças agitadas, e vice-versa. Antes de escolher o seu animal de estimação sempre pesquise muito, fale com outros proprietários, criadores, veterinários, obtenha todas as informações possíveis.
  • Local onde você mora. Se você mora em apartamento, prefira raças menos agitadas, já que você vai precisar conviver com seus vizinhos, procure evitar os problemas antes de criá-los. Se você mora em casa, e já tem um cão, ao se mudar não escolha um apartamento, procure outra casa, pois no momento que você assumiu a responsabilidade de adotar um animal, é responsável por ele pelo resto de sua vida. Esse último é um dos motivos mais comuns de abandono de animais.
  • Expectativa de vida: lembre-se, um cão ou gato dura em média 15 anos, pergunte-se se você está disposto a assumir o compromisso por todo esse tempo;
  • Aptidão para liderança:   É inegável que certas raças têm uma tendência maior à agressividade, portanto, é imprescindível que uma pessoa que adquira um animal desses tenha condições de liderá-lo e controlá-lo, evitando assim acidentes , como, ataques a outros cães e pessoas. A criação sem critérios de raças como: Pit Bull, Rottweiler, Fila, e outros, sem critérios e ignorando as linhagens e temperamento desses, assim como a compra desses animais por pessoas incapazes de se posicionarem como líderes vêm trazendo problemas bem sérios, para os cães e para as pessoas.

Esses são só alguns questionamentos que se deve fazer ao adotar um animal, pois esses itens citados acima parecem ser muito freqüentemente a causa de abandonos. É triste ver pessoas se desfazendo do cão ou gato porque cresceu demais, ou porque solta pêlo, ou fez xixi onde não devia,  é muito agitado, é muito calmo, late demais, não late, não era bem o que queria……e por aí vai. Só quem se envolve em causas em prol dos animais vê com seus próprios olhos os absurdos que o ser humano é capaz em favor do egocentrismo. Animais não são produtos descartáveis, são seres vivos que merecem respeito.

O proprietário que se preocupa com todas essas questões antes de assumir o compromisso de adotar um animal de estimação, certamente, será um proprietário responsável. E é isso que se espera de todos.

Uma resposta para QUAL A RAÇA CERTA PARA MIM?

  1. Isaias disse:

    Possuímos um cão muito dócil, apesar de ser um cão, de dupla raça, ou seja, Poodle com Cookie. já pertence a família. Muito brincalhão, calmo, observador,
    inteligente e de fácil convívio, pois moro em apartamento, o mesmo da família,
    sendo que o térreo mora minha querida mãe com meus irmãos e o primeiro, mora eu e minha família com o nosso cão, portanto o mesmo tambem possui duas famílias e o mesmo de fácil convivência e amado por todos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: